GONALGIA 

9 de Janeiro de 2020

A Dor no joelho – Gonalgia, afecta pessoas de todas as idades.

A localização e intensidade da dor no joelho variam, de acordo com a patologia e estrutura atingida.

A acompanhar a dor no joelho podem existir outros sinais e sintomas como: perda da mobilidade normal do joelho, inchaço do joelho (edema), falta de confiança no joelho (instabilidade), bloqueio do joelho, limitação da marcha entre outros. Estas alterações podem levar a uma perda na qualidade de vida e mesmo à incapacidade, e frequentemente obrigam o paciente a recorrer ao médico assistente.

O diagnóstico é fundamental para determinar o correto tratamento. Assim dependendo da situação clínica o seu médico assistente pode sugerir a realização de métodos complementares de diagnóstico realizar Rx, Ecografia, Tomografia Computorizada Axial (TAC) ou ainda a Ressonância Magnética – exame particularmente útil no diagnóstico de lesões dos tecidos moles como ligamentos, tendões, músculos e cartilagem.

O exame físico do joelho inclui a inspeção do joelho, a verificação do arco de mobilidade , a palpação das estruturas do joelho e a realização de alguns testes específicos do joelho.

 A terapêutica deve ser sempre orientada para a lesão diagnosticada.

O tratamento inicial, habitualmente, impõe a instituição de medidas gerais como analgésicos, anti-inflamatórios (orais e tópicos), aplicação de frio (crioterapia) e descarga do joelho (canadianas).

De acordo com a patologia diagnosticada podem então ser implementadas outros tipos de tratamento conservador como a orientação para medicina física e reabilitação  ou a realização de infiltrações intra-articulares (dentro da articulação) para alívio da dor.  

Caso a dor de joelho persista ou o diagnóstico implique a necessidade de tratamento cirúrgico, este deve discutido juntamente com o seu cirurgião do joelho.

Dentro das opções modernas encontram-se os procedimentos artroscópicos, artroplasticos e recentemente procedimentos com navegação computacional.

Deve sempre esclarecer as vantagens e desvantagens do procedimento cirúrgico.

Artigo redigido  pelo Dr Nuno Camelo

 

Seguir

  • Instagram

©2020 por Consulta ortopedia.com 
RamosWebDesign@